Bolsonaro veta projeto que impedia negativar consumidor inadimplente durante a pandemia

Data de Publicação: 01/07/2020

O presidente Jair Bolsonaro vetou um projeto que impedia a inclusão de consumidores nos bancos de dados de cadastros negativos durante a pandemia do novo coronavírus, como o SPC e a Serasa. O texto havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, mas foi considerado inconstitucional e contrária ao interesse público por Bolsonaro.

O veto foi publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União (DOU). A proposta determinava que a suspensão valeria apenas para inadimplências registradas após 20 de março, de maneira a relacionar a falta do pagamento às consequências econômicas provocadas pelas medidas de isolamento social. Em mensagem ao Senado, Bolsonaro disse que o veto foi recomendado pelos Ministérios da Economia e da Justiça e pela Advocacia-Geral da União (AGU).

A justificativa é que o projeto cria insegurança jurídica, ao possibilitar revisão de atos já consolidados, e contraria o interesse público, por prejudicar o funcionamento do mercado de crédito. O governo também alegou que há um incentivo à inadimplência.

O veto será analisado em uma sessão do Congresso, que pode derrubá-lo ou mantê-lo.

Contato

Nosso time está a postos para responder sua dúvida

Rua Avanhandava, 126

6º andar

Bela Vista - 01306-901

São Paulo - SP

11 3255-2599

actc@sindicomis.com.br

600 Caracteres Restantes

Sua mensagem foi enviada, retornaremos em breve!

Ops. Algo deu errado, tente novamente.